Fechar

Faça seu Login

Esqueci minha senha Cadastrar

Não tem conta?

Fechar

Esqueceu sua senha?

Digite seu e-mail abaixo! Enviaremos sua senha sem seu email. Importante verificar a caixa de spam.

Enviar

Siga-nos

Massagistas - Filosofia Tantra

Você sabe o que é o Tantra?

O tantra de uma maneira geral é um pouco mal compreendido no Ocidente, na verdade, não existe nada de misterioso nele. O tantra utiliza uma ferramenta forte que todos podemos ter acesso — que é a imaginação. Para os praticantes mais avançados, com uma fundação bastante sólida nos princípios centrais do budismo, o tantra é um método utilizado para alcançar, de forma rápida e eficaz, o estado em que podemos ser de máximo benefício para todos os seres — o estado de buda. 

Fundamentos da Prática do Tantra

O tantra é considerado um sistema bastante avançado de práticas Mahayana, onde o objetivo é atingirmos a iluminação. É feito baseado em um forte alicerce de práticas sutrayanas, de acordo com os ensinamentos do caminho do lam-rim. São importantes as seguintes práticas:

  • O direcionamento seguro
  • A determinação para a libertação do sofrimento e de suas causas
  • A rigorosa disciplina ética
  • A Bodhichitta (atingir a iluminação para o benefício de todos)
  • As seis atitudes de vasto alcance 

 

Depois de ganhar estabilidade em seus estudos, e no treinamento das práticas acima, o praticante, além de ter completado um número de práticas preliminares da purificação de seus potenciais negativos e construção de positivos, finalmente se encontram preparados para iniciar e praticar o tantra. Fazem porque sua compaixão pelos outros é muito forte e a bodhichitta muito profunda, que não aguentam o grande tempo que demorariam para chegar a iluminação pelo caminho sutrayana. Utilizam a prática do tantra como um meio para juntar todas as práticas do sutra de forma extremamente eficiente e holística.

tantra - massagistastop

Qual o significado da Palavra Tantra?

A palavra “tantra” tem o significa de “algo que foi esticado” - esticado nos dois sentidos da palavra. Primeiramente, como os fios de um tear, a prática do tantra é a urdidura onde vamos tecer as práticas Sutrayanas. Segundo, no sentido de algo permanente, sem começo nem fim. Refere-se geralmente ao nosso continuum mental, o contínuo das nossas vivências individuais e subjetivas. No continuum incluíem-se o corpo, fala, mente, boas qualidades, compreensão, tanto para nós como para com os outros. De uma forma ou de outra e em maior ou menor grau, todos nós temos essas características em nossas vidas. Se tomarmos essas características, que são variáveis, e mais a vacuidade do continuum menta, podem ser estimulados a evoluir, teremos então os chamados fatores da natureza búdica. Eles constituem um continuum infinito, um tantra.

Membros Múltiplos

Uma grande maioria das figuras búdicas utilizadas para visualizarmo-nos na prática do tantra, tem múltiplas faces, braços e pernas. Essa é uma característica do tantra, porque nela tecemos aquilo que representam. As características corporais dessas figuras representam um aspecto dos ensinamentos Sutrayanas. Ter seis braços por exemplo significa ter todas as seis perfeições — generosidade, disciplina ética, paciência, perseverança, estabilidade mental e consciência discriminativa — de uma vez só. Ao vermos essas 6 perfeições em um formato gráfico, conseguimos permanecer com todas elas gravadas em nossas mentes de modo simultâneo, o que é muito mais fácil do que tentarmos fazer isso de forma abstrata.

seis braços - tantra - massagistastop

As Práticas Preliminares do Tantra

Vamos ter disciplina em nossas práticas, as de meditação e as práticas do dia-a-dia, enquanto nos visualizamos nessas formas de múltiplos membros. Dessa forma, construiremos redes de forças positivas e consciência. Vamos ajudamos os outros com muito amor e compaixão enquanto focamos na vacuidade de tudo. Essas duas redes também são aspectos da natureza búdica e sua força faz com que os outros aspectos funcionem nos níveis de base, caminho interior. Para começarmos esse processo de fortalecimento das redes, devemos nos focar nas praticas preliminares, como prostrações e purificações, antes de tentarmos fazer as práticas tântricas.

Indicações da Prática do Tantra

Devemos imaginar-mos como budas, receber uma iniciação de um mestre tântrico renomado, mas só tomamos a iniciação se nos prepararmos adequadamente seguindo os quesitos de estudos e práticas Sutrayanas. Por meio do poder da visualização que nosso mestre tântrico e nós faremos fluir o ritual, que os aspectos da nossa natureza búdica são ativados para transformação em aspectos de Buda. Para termos certeza que a transformação acontecerá sem entraves, tomaremos vários votos para evitar agir, falar e pensar de modo que prejudique nossa prática. Esse votos incluem disciplina ética, votos de bodhisattva e, em certos casos, votos tântricos. Temos que tomar conscientemente desses votos, para recebermos a iniciação, e se não os mantivermos puros, não existe prática tântrica.

Considerações finais sobre o Tantra

Nada a ver com sexo ou rituais misteriosos, o tantra propõe um sistema bastante complexo e avançado para despertarmos nosso potencial. As práticas tântricas não devem ser realizadas como algo leve; quando participamos com frequência do ritual, nos comprometemos a manter os votos pelo resto da vida. É por essa razão que só devemos começar a praticar o tantra quando tivermos uma fundação bem forte dos princípios budistas, especialmente referente ao amor e compaixão universais, e por todos os seres vivos. Para os praticantes mais avançados, o tantra é como uma enorme bomba para a mente. Se feito da forma correta, destrói o ego e a mente que tende ao auto-apreço, e nos leva à iluminação, quando então ele poderá ser de incrível e duradouro benefício para todos os seres.

- massagem - massagistas - guia de massagem - portal vila mariana - portal das massagistas - massagistas sp - massagem relaxante - guia das massagistas - massagem erótica -