Fechar

Faça seu Login

Esqueci minha senha Cadastrar

Não tem conta?

Fechar

Esqueceu sua senha?

Digite seu e-mail abaixo! Enviaremos sua senha sem seu email. Importante verificar a caixa de spam.

Enviar

Siga-nos

Massagem Yoni e orgasmos múltiplos

Yoni é uma palavra com origem sânscrita que significa vagina, mas também pode significar: espaço Sagrado ou templo Sagrado. N Tantra, o Yoni é muito respeitado por todos e é um ótimo instrumento de aprendizado para os homens.
A Massagem Yoni nada mais é do que uma massagem na vaginal, feita para estimular a mulher de tal forma que ela tenha múltiplos orgasmos. O foco dessa massagem no Tantra é dar um momento de relaxamento à mulher para que ela possa se afastar das preocupações do mundo exterior e imergir por completo na atividade que promove sua satisfação sexual total. O parceiro é participante de extrema importância, e por mais que não esteja tendo a mesma experiência, ele é o responsável pelo prazer da mulher e pode partilhar com a parceira esse momento especial e também se excitar com a imagem que verá de perto, bem alí na sua frente.

Massagem Yoni e seus benefíciosA massagem Yoni é vista como uma forma de sexo seguro, pois o homem normalmente deve usar luvas de látex higienizadas para inserir os dedos na vagina da mulher. É uma atividade a dois que requer confiança e bastante intimidade, por essa razão poucos casais tentam praticar. A massagem Yoni apresenta várias benefícios terapêuticos, onde muitos especialistas dizem que essa massagem pode ser de extrema importância num processo terapêutico de rompimento de algum trauma sexual, como mulheres que sofreram abusos em algum momento de suas vidas.

O prazer que vem dessa massagem pode abrir novos olhares, fazendo a mulher ver o mundo de uma forma diferente, além de se sentir mais viva, completa, relaxada e feliz. Então, essa massagem reduz o estresse, traz sensação de bem estar e aumenta a autoestima da mulher, além de trazer mais confiança e intimidade no relacionamento afetivo com o parceiro.

Massagem Yoni e seu funcionamento: Diferente do que a maioria das pessooas podem pensar, a massagem Yoni não tem o objetivo só de gerar orgasmos, na real, essa é uma consequência da massagem, um efeito incontrolável da mulher, mas que fica em segundo plano. O foco principal é dar prazer, fazendo com que ela crie seus sentidos, especialmente o tato durante o ato. O orgasmo é visto como um efeito colateral bom e bastante bem vindo. A massagem pode gerar orgasmos ou não, isso dependerá da mulher, mas quando bem feita é quase impossível não gozar. Se o seu parceiro não levá-la ao orgasmo não é necessário ficar frustrada nem deixá-lo com preocupações, pois isso não significa que você não sentiu prazer.

Quando o orgasmo rola a sensação é mais gostosa e intensa, mas a falta dele – caso aconteça – não desmerece a massagem e os bons efeitos que ela nos dá O doador – como chamamos o parceiro que faz a massagem Yoni – faz a massagem sem esperar nada em troca, apenas de espírito e coração aberto. Óbvio que se o casal quiser seguir em frente depois com outras posições, principalmente se a mulher chegou a gozar, eles podem, mas apenas se for uma decisão mútua e não uma troca de favores.


Pré Massagem: Há um ritual que deve ser seguido pouco antes de começar a massagem Yoni. O  certo é que o casal tome um banho juntos, não somente para limpar devidamente as partes íntimas, como também para criar um vínculo mais forte, começando por antecipação o momento íntimo que irão viver. O local escolhido para o banho deve ser calmo, com velas, incenso, essências ou outros perfumes. Pode-se decorar o ambiente com almofadas e colocar uma boa música no ambiente, que não atrapalhe ou tire a atenção do casal.

Escolha uma música tranquila, somente para apreciar a melodia e os instrumentos. Dessa forma vocês podem curtir um ao outro de forma plana, sem interferências externas. É bom se desligar de todas as preocupações, fatos que se prendam ao mundo material e poder interagir com o plano maior espiritual. Caso se consiga atingir esses status de se sentirem em uma outra dimensão ou universo, vocês estarão no caminho certo. Lembre-se de não apressar o processo, tudo deve rolar na sua hora, sem correria.


Respiração e posição: Depois do banho, deve-se deitar a mulher em um local confortável no meias ás almofadas e a uma altura boa para que o parceiro não precise ficar desconfortável curvado para baixo ou esticado para cima. A altura tem que ser equilibrada para que ele possa fazer a massagem sem sentir nenhum desconforto. A mulher deve se colocar numa posição como se fosse dar a luz, ou seja, deitar de costas, com os joelhos flexionados e as pernas bem abertas. A sua vagina deve ficar completamente exposta com todos as áreas expostas.

O parceiro, para ter acesso completo ao Yoni, pode se colocar sentado à sua frente entre as pernas bem abertas da parceira, mas isso não é uma regra, ele pode escolher uma posição mais conveniente caso queira. Antes de iniciar é muito importante que o casal esteja com a respiração tranquila e equilibrada. A respiração ofegante só atrapalha, por essa razão, unam suas energias e comecem a respirar em conjunto de forma profunda, sentindo o inspirar e o expirar, relaxando por completo o corpo.


Massagem Yoni: Só então que o parceiro, com as mãos envolvidas pelas luvas pode começar as carícias inicialmente nas regiões externas como as coxas, seios, abdome, pernas, para que a mulher comece a criar intimidade e se familiarize com o toque. Começar a massagem já colocando os dedos na vagina pode assustar um pouco e criar uma sensação não muito boa, o que não queremos.

Dai então o parceiro já pode despejar o lubrificante no corpo da mulher, o suficiente para que cubra toda a parte externa. É bom que se faça a escolha de um que tenha um aroma que agrade aos dois para não quebrar o clima ou interferir no momento.

Então é só introduzir os dedos massageando todas as áreas da vagina, sem desprezar nenhuma parte. É bom aplicar pressão em pontos específicos da vagina e em outros agir com suavidade. Inicialmente pode ser que a mulher fique insegura, pois a sensação um pouco diferente de tudo que já vivenciaram, por isso é preciso paciência do parceiro. Quando ele sentir a mulher insegura deve diminuir o ritmo e esperar que ela se acostume com os toques para prosseguir.

Massagistastop - Massagem - Massagistas - Massagem Erótica - Massagem Sensual - Massagistas de São Paulo - Clínicas de Massagem