Coronavírus e a Massagem

Coronavírus e a Massagem

Muitos SPAs de massagem estão adotando medidas para prevenção do Coronavírus como máscaras, luvas e atenção redobrada com a higiene. Algumas clínicas preveem até atendimentos ao ar livre e também à domicilio.

Massagem à prova do Vírus

Diante das medidas tomadas pelo Governo de São Paulo e outras regiões do País, tentando frear o contágio do novo vírus, algumas clínicas e SPAs de massagem estão tendo que se adaptar a isso. Em outras palavras, além de aumentar a higiene das mãos e espaços, é necessário pensar em maneiras inteligentes de continuar atendendo seus clientes da melhor forma possível. Esse espaços tem remodelado seus formatos de trabalho, na intenção de minimizar os riscos do contágio, garantindo saúde de seus colaboradores e clientes, por exemplo. Dentre os cuidados podemos citar a limpeza redobrada, novas regras internas e formatos de atendimento, além do horário reduzido.

O que as Clínicas e SPAs de Massagem estão fazendo

Com o coronavírus por aí à solta, essas empresas estão pensando em todos os detalhes. Acima de tudo, máscaras e luvas passam agora a serem obrigatórias em todos os procedimentos. Além disso, máscaras devem também ser oferecidas aos clientes e as massagens faciais suspensas. A limpeza dos espaços, que normalmente acontece algumas vezes ao longo do dia, devem ser ampliadas para a cada 60 minutos, em áreas comuns e espaços de atendimento, incluindo álcool em gel e aromatizantes antissépticos, para a limpeza do ar e dos ambientes. Os óleos corporais devem ser substituídos por óleos em spray, evitando contato com o recipiente. Os lençóis de tecido devem ser trocados por descartáveis. O contato dos clientes com outras pessoas será mínimo, só terá contato com a recepcionista e a Massagista. Além dsses cuidados, rituais de boas-vindas, como Escalda Pés, podem ser realizados individualmente em salas de atendimento, mais nunca em grupo.

Recomendações do Ministério da Saúde e OMS devem ser lembradas a todo instante, por meio de comunicados internos, contendo uma relação de boas práticas evitando o contágio da doença, como também orientações internas relacionadas aos atendimentos. Outra medida importante, tem como objetivo incentivar as massagens ao ar livre. O atendimento em formato home care aos que desejarem também por ser feito, com priorização de serviços que aumentem a imunidade, como a Massagem Ayurvédica e Terapêutica, por exemplo.

Cuidados para reduzir o contágio do Coronavírus

homem passando álcool em gel na mão para o artigo do Coronavírus e a Massagem

Por essa infecção afetar o sistema respiratório, certos cuidados com as vias aéreas são primordiais para se manter longe de qualquer chance de transmissão do coronavírus. Já sabemos que não existe nenhuma vacina ou antibiótico que previna a infecção, porém, alguns estudos já estão sendo realizados em busca da cura. O Ministério da Saúde recomendou evitar viagens à China como forma de prevenir contaminações. Todavia, as precauções de contágio são de extra importância para evitar a propagação de doenças infecciosas de qualquer etiologia, especialmente a desse novo vírus. Fique de olhos nos cuidados à seguir: 

Cuidados a ser tomados:

  • Evite contato com pessoas doentes e que tenham infecção respiratória
  • Lave as mãos frequentemente com água e sabão. Se não houver água e sabão, use um antisséptico para as mãos à base de álcool em gel, especialmente, depois de contato direto com pessoas doentes e antes de se alimentar
  • Use lenços descartáveis para higiene nasal
  • Cubra nariz e boca toda vez que for espirrar ou tossir com um lenço de papel e descarte-o no lixo
  • Higienize as mãos sempre depois que tossir ou espirrar
  • Evite tocar seus olhos, nariz e boca com as mãos não higienizadas
  • Mantenha ambientes sempre muito bem ventilados
  • Não compartilhe objetos de uso pessoal como copos, garrafas e talheres
  • Limpe e desinfete objetos e superfícies tocados com frequência
  • Evite contato com animais selvagens ou doentes

 Esses são alguns hábitos diários que podem ajudar não somente os profissionais da Massagem mas toda a população em geral a impedir a propagação de várias doenças, inclusive essa nova infecção. Não há um período de incubação precisa para quem contrai a doença atualmente. Os últimos casos confirmados no Brasil estão recebendo isolamento dentro das unidades de saúde, mas se pre supõem que o tempo de exposição ao vírus e o início dos sintomas ocorra no período de até duas semanas. Tomando-se os devidos cuidados podemos continuar levando nossas vidas e desempenhando nossas atividades profissionais normalmente.

https://coronavirus.saude.gov.br/